SEJAM BEM - VINDOS!!

SEJAM BEM - VINDOS!!















quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Natal, comemorar ou não?????

Chega essa época do ano e muitos pagãos entram no dilema Comemorar ou não o Natal. Seja porque tem filhos pequenos, porque vêm de uma família cristã que comemora e faz questão da presença de todos na comemoração, os pagãos acabam entrando em um dilema que gera muitas discussões: Como vou comemorar o nascimento de Cristo, se não sou cristão? Como fugir dessa festa (que a maioria das pessoas gostam)?
Será realmente necessário “fugir” dessa comemoração? Porque não conseguimos adaptar a festa em nosso coração e aproveitar a egrégora de amor e paz que é gerada no mundo inteiro? Será que precisamos ser radicais a ponto de não aceitar a festa de outra religião? Não queremos que nos aceitem e nos respeitem como somos? A maior parte dos pagãos atuais, se tornou pagão em família cristã, que comemorava o Natal e, de uma hora para a outra, resolve privar a família de sua companhia em uma data que para eles é muito importante. E as coitadas das crianças...? Vêem Papai Noel em todos os cantos, ouvem falar de Natal o dia todo na tv e chega na tão esperada noite e nem uma comemoração? É muito difícil para uma criança entender que essa comemoração já foi feita em outra época do ano com outro significado e com outro nome. Eles sabem que os amigos ganham presentes e ele não?
Aí, chega ao final de dezembro e todos comemoram o final do ano e a entrada do ano novo, mas... O Ano novo não entra só em Março? (falo do ano novo astrológico que a maioria dos bruxos que conheço comemora, fazem pedidos e rituais.) Por que pode comemorar o ano novo e não pode comemorar o natal? Questão de religião? Será?
Será que não estamos sendo intolerantes ou radicais demais? Não vamos conseguir mudar as comemorações das datas cristãs.Estamos vivendo uma época de transição onde estamos tentando adaptar o mundo à nossa religião. Não acho que devemos parar e simplesmente aceitar tudo calado como foi feito até agora, mas também não podemos fazer com eles o que fizeram com a gente quando nos sufocaram e nos queimavam em fogueiras para nos silenciar...
Hoje podemos falar, temos uma lei que nos protege (será?), nos dá direito à liberdade de culto e isso já é uma grande coisa. Devemos sim continuar a lutar para que nossa religião seja reconhecida e respeitada, mas temos que ser sensatos e não podemos partir para o radicalismo. Por que não fazer sua mãe feliz participando da ceia? Você não precisa rezar junto, não precisa entregar presentes com o simbolismo cristão, mas nós sabemos que essa data foi criada por causa de um grande festival pagão... Por que então não comemorar Litha? Estarão todos reunidos, felizes, comendo, bebendo e celebrando; cada um o que se passa em seu coração: uns o nascimento de Cristo (não foi em março???) e outros, comemoram Litha, todos juntos em uma festa só, mas em uma egrégora de amor e paz...Adianta brigar por causa de religião? Ser bruxo não é antes de tudo respeitar a vida, a escolha e a diversidade das pessoas?
Texto publicado no Pan dea

2 comentários:

  1. Interessante a tua observação, mas se vc fizer um estudo aprofundado sobre as origens do Natal irá descobrir que na realidade o Natal não é uma festa cristã. Ele tem suas origens no culto de Nimrod e Samíramis, duas entidades cultuadas na antiga Mesopotâmia que com o passar dos séculos foi absorvido e ganhou uma nova roupagem pela Igreja Católica. Concluindo, o Natal nunca foi o nascimento de Jesus Cristo!!!

    Ass: J.G.

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Vim te visitar e convidar você para participar do desafio que está lá em meu blog. É interessante e faz com que nos conhecemos cada vez mais, além de fazer a divulgação do seu blog, trazendo e levando leitores para que conheçam pessoas e blogs novos da Blogsfera. Tenho certeza que você vai gostar.
    Um abraço.

    ResponderExcluir